Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Vereador Roco é ovacionado em seu discurso, nesta segunda-feira (12)

Vereador Roco é ovacionado em seu discurso, nesta segunda-feira (12)

por Gaby Lapenda última modificação 13/06/2017 00h05

“Vieram me ameaçar. Logo eu! Nascido e criado nos bairros do Pixete e Prego”, com essa frase, que marcou o discurso do vereador Roco Frutas e Verduras (PP), durante a sessão ordinária desta segunda-feira (12), o parlamentar foi ovacionado pela assembleia e por alguns dos seus pares. Roco aproveitou a tribuna para fazer duras críticas ao governo do atual prefeito Bruno Pereira (PTB).

O vereador em seu discurso disse. “O prefeito está com raiva de mim porque fiscalizei uma licitação de mais de quatro milhões e encontrei irregularidades. Semana passada demitiu, pelo whatshapp, quatro funcionários que indiquei para trabalharem no Posto de Saúde da Munguba, e hoje, a unidade amanheceu fechada. Se ele pensa que está me prejudicando ele está errado, quem está sendo prejudicado é o povo”, disparou Roco.

O membro do Legislativo Municipal disse também ter sido ameaçado. “Se eles tiveram dor de cabeça comigo antes, eles terão muito mais agora. Inclusive vieram até me botar medo, enviando três pessoas me ameaçar. Logo eu, nascido e criado nos bairros do Pixete e Prego. Eu só tenho medo do castigo de Deus. Agora vocês que administram uma prefeitura com quatro prefeitos (Bruno Gomes, Jairo Pereira, Juninho Pereira e um tal de Wildy, que caiu de paraquedas aqui) vocês sim, deveriam ter medo do castigo de Deus. E Bruno! Se não tiver competência para administrar a cidade, entregue, mas não deixe outras pessoas fazerem isso por você”, pontuou o vereador.

Roco ainda acrescentou. “Eles estão pensando que as pessoas de São Lourenço da Mata são animais para colocar uma veterinária a frente da Secretaria Municipal de Saúde. Além disso, o prefeito chamou na semana passada, quando descobriu que iriamos colocar um projeto na Casa, que iria contra os interesses dele, cinco vereadores para ameaçar dizendo que se votassem a favor do projeto perderiam todos os cargos na prefeitura que indicaram. Somado a isso, ainda coloca a prima, para trabalhar na Assistência Social, que está impedindo os vereadores de fazerem o trabalho deles de fiscalizar, não permitindo que eles tenham acesso a pasta”, finalizou.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.

Mídias Sociais

 

  Youtube 

Pesquisar no BuscaLeg
Logotipo do BuscaLeg - Buscador Legislativo
Transparência

Portal Transparencia

 Acesso à Informação

Ouvidoria