Você está aqui: Página Inicial / São Lourenço da Mata

São Lourenço da Mata

por slm última modificação 01/06/2017 01h14

 

História

São Lourenço da Mata é uma dos assentamentos urbanos mais antigos do Brasil. É um município brasileiro do estado de Pernambuco. Distante a 19,7 km da capital pernambucana, Recife.

Existem registros da presença de índios tupinambás no local, datados de 1554. Este grupo indígena ocupava vastas extensões de terra ao longo dos rios Capibaribe e Beberibe e ofereceu grande resistência à colonização portuguesa. No ano de 1554 foram derrotados pelos filhos de Duarte Coelho, donatário da Capitania de Pernambuco. A partir daí foi possível aos portugueses penetrar na mata rica em pau-brasil e estabelecer um entreposto na região. O nome de Lourenço provém do primeiro morador da região[carece de fontes]. O pau-brasil era conduzido em carros de boi até o Rio Capibaribe e seguia por via fluvial até o Paço do Fidalgo, hoje Santana (Recife).

Os primeiros povoadores erigiram uma capela no alto de uma colina em homenagem a São Lourenço, datada de 1621, onde hoje está a Igreja Matriz, que conserva traços da primitiva capela.

A extração de pau-brasil facilitou a ocupação da região e, ao final do século XVI surgiram os primeiros engenhos. Registros indicam sete fábricas em 1630.

A invasão holandesa em Pernambuco chegou a São Lourenço em 1635. Após alguma resistência, a cidade foi evacuada. Foi palco de intensa guerrilha. Após a expulsão dos holandeses, retomou a atividade açucareira.

O distrito foi criado por alvará em 13 de outubro de 1775, subordinado parte ao município de Recife e outra parte a Paudalho.

Elevado à categoria de vila com a denominação de São Lourenço da Mata, pela lei provincial nº 1805, de 13 de Junho de 1884. O município foi instalado em 10 de Janeiro de 1890.

O município recebeu o título de capital do Pau-Brasil por causa da reserva ecológica de Tapacurá, remanescente de Mata Atlântica, onde se encontram mais de 100 mil árvores de Pau-Brasil.

Criado por Clodoaldo Gomes de Araújo, no ano de 1967, o brasão do município é composto por diversos elementos que fazem parte da própria história da cidade. O escudo é o elemento de fundo típico de diversos brasões e remete a uma arma de defesa de guerra, elemento bastante utilizado nas lutas durante a idade medieval. O canhão iluminado pelos raios do sol, no centro do brasão, faz alusão a restauração pernambucana, fato histórico do Estado de Pernambuco, e que São Lourenço da Mata esteve inserido. Durante a invasão holandesa em Pernambuco (1630-1654), parte do território de São Lourenço da Mata foi invadido, e o canhão representa a batalha vencida contra os holandeses. O feixe de cana-de-açúcar remete a vegetação típica do município, que durante muitos anos teve nas produções dos engenhos de cana-de-açúcar uma de suas maiores fontes de renda. Assim como o feixe de cana, os ramos de pau-brasil também simbolizam a vegetação típica e abundante da região, e que apesar da exploração exacerbada durante o período de colonização, diversos pés de pau-brasil ainda sobrevivem no município.

Emancipação política

Até 1775, São Lourenço da Mata era apenas um distrito subordinado aos municípios de Recife e Paudalho. A emancipação da área veio junto com a denominação São Lourenço da Mata apenas em 13 de junho de 1884, quando o distrito foi elevado à categoria de vila e desmembrado de Recife e Paudalho pela lei provincial nº 1.805. Em 10 de janeiro de 1890 foi instalada a vila, formada pelos distritos de São Lourenço da Mata e São Lourenço do Sul.

A Lei nº 1805 teve execução no regime republicano e de acordo com o decreto de 9 de janeiro de 1892 foi eleito em 21 de fevereiro e tomou posse em 25 de março do mesmo ano, o primeiro governo do município, formado pelo prefeito Temolião Duarte de Albuquerque Maranhão. Devido as instabilidades dos primeiros tempos da República, o primeiro governo foi dissolvido e já em 8 de novembro de 1892, o Dr. Francisco de Paulo Corrêa de Araújo assumiu a segunda administração municipal, passados apenas oito meses da primeira gestão.

Em 1º de julho de 1909 a vila foi elevada a condição de cidade e sede municipal, novamente com a denominação de São Lourenço da Mata, que desde 1854 teve anexado o distrito de Nossa Senhora da Luz, e ao de Camaragibe em 1908. Pelo decreto-lei estadual nº 235, de 09 de dezembro de 1938, o município de São Lourenço da Mata passou a denominar-se São Lourenço, voltando a antiga denominação apenas em 1943, pelo decreto-lei estadual nº 952. Em 1963, o distrito de Camaragibe foi elevado à categoria de município e desmembrado de São Lourenço da Mata. Já em 1964, foi extinto e anexado novamente a cidade, sendo desmembrado definitivamente apenas em 1982.

Geografia

Localiza-se a uma latitude 08º00'08" sul e a uma longitude 35º01'06" oeste, estando a uma altitude de 58 metros. Sua população estimada segundo IBGE em 2013 era de 108.301 habitantes. Possui uma área de 264,48 km².

Limites

•          Norte: Paudalho, Chã de Alegria e Camaragibe

•          Sul: Moreno, Jaboatão dos Guararapes e Recife

•          Leste: Camaragibe e Recife

•          Oeste: Vitória de Santo Antão e Chã de Alegria

 

Mapa

 

Hidrografia

O município situa-se na bacia do rio Capibaribe, tendo como seus principais tributários os rios Capibaribe, Aratangi, Goitá, Tapacurá, Muribara, Macaco, Maninimbu, Tejipió, Pirãozinho e Várzea do Una. Além das barragens de Tapacurá e Goitá. Os principais regimes de água são perenes.

Relevo

O relevo do município faz parte da unidade das Superfícies Retrabalhadas, caracterizado pelo "mar de morros" que antecedem o Planalto da Borborema.

 

Vegetação

A mata atlântica é a vegetação original do município. O pau-brasil extraído da cidade foi o responsável por colocar Pernambuco como um dos principais exportadores do tipo da madeira para a Europa. Graças à boa qualidade das madeiras, o processo de desmatamento foi intensificado.

Geologia

São Lourenço da Mata está incluído geologicamente na Província da Borborema, sendo composta pelos litotipos dos complexos Salgadinho, Belém do São Francisco e Vertentes e da Suíte Calcialcalina de Médio a Alto Potássio Itaporanga e do Grupo Barreiras.

Clima

O clima do município é o clima tropical do tipo As´, com chuvas de outono-inverno. Possui verões quentes e secos, com máximas que alcançam os 35°C. Os invernos são chuvosos e amenos, com início de alguns dias sob forte nevoeiro; as mínimas raramente descem para menos de 15°C. O município registra em média 1 575 mm de precipitação anualmente. A temperatura média é de 25 °C.

Bairros e distritos

O município é formado pela sua Sede e pelo distrito de Matriz da Luz. Abaixo alguns dos principais bairros da cidade:

•          Centro

•          Parque Capibaribe

•          Capibaribe

•          Manguba

•          Umuarama

•          Lajes

•          Vila Dourada

•          Lorena

•          Vila da Saudade

•          Constantino

•          Santa Rosa

•          Loteamento São João e São Paulo

•          Bela Vista

•          Várzea Fria

•          Beira Rio

•          Barro Vermelho

•          Caiará

•          Rosina Labanca

•          Muribara

•          Nova Esperança

•          Tiúma

•          Nova Tiúma

•          Cidade da Copa

•          Chã da Tábua

•          Penedo

•          Matriz da Luz

Economia

Segundo o IBGE, PIB municipal em 2011 foi de 611.817, sendo o décimo (10°) maior PIB do Grande Recife; tendo um PIB per capita de apenas 5.891, um dos piores da Região Metropolitana do Recife.

O setor de serviços é o mais representativo na economia são-lourencense, equivalente a mais de 60% do produto interno. O setor industrial é o segundo mais representativo na economia, e é o que vem apresentando maior crescimento nos últimos anos, juntamente com a prestação de serviços. O setor primário representa menos de 10% da economia, que tem a cana-de-açúcar como o principal produto da atividade.

Turismo

O patrimônio histórico de São Lourenço da Mata é bastante rico, com usinas, igrejas e engenhos dos tempos coloniais, como a Igreja Matriz de São Lourenço, as usinas Capibaribe e Tiúma, vários engenhos de cana-de-açúcar, Bosque Pau-Brasil, Matriz da Luz (a 2° Igreja Católica mais antiga do Brasil), Barragem de Tapacurá.

 

Copa do Mundo FIFA 2014

São Lourenço da Mata conta com a Arena Pernambuco um dos estádios mais modernos do Brasil que foi construído para a Copa do Mundo de 2014.

 

Rua do Rosário

De acordo com os relatos históricos, a rua recebe esse nome porque há alguns anos atrás abrigava uma igreja dedicada a Nossa Senhora do Rosário, que foi demolida em 1927. Além da relação com a antiga Igreja, os moradores costumam dizer que o formato da rua lembra um rosário. Atualmente a rua é uma das mais tradicionais da cidade e costuma ser o ponto de encontro da juventude nos finais de semana.

Mercado Público

Inaugurado em 1906, o mercado público preserva traços arquitetônicos originais, e abriga comerciantes de diversos ramos. Lá encontra-se de tudo, das tradicionais ervas para chás e cereais, até artigos para festas e opções para presentes.

Estação Ecológica de Tapacurá

A Estação Ecológica do Tapacurá ocupa uma área de 776 hectares. Sua finalidade é a pesquisa em Botânica, Zoologia e ecologia. Busca desenvolver hábitos de conservação de recursos florestais e da fauna da Mata Atlântica. Para tanto, produz de mudas de espécies frutíferas e florestais típicas da Mata Atlântica, como o pau-brasil, pau-de-jangada e ipê, dando apoio a empresas de reflorestamento e silvicultura. Pertence à Universidade Federal Rural de Pernambuco e parques aquáticos.

 

Mídias Sociais

 

  Youtube 

Pesquisar no BuscaLeg
Logotipo do BuscaLeg - Buscador Legislativo
Transparência

Portal Transparencia

 Acesso à Informação

Ouvidoria